Santa Cruz alerta para alterações climáticas

Marcha teve lugar no passado dia 1 de agosto. 

Foi no passado dia 1 de agosto que decorreu em Santa Cruz um desfile contra as alterações climáticas. A marcha em prol do Planeta – que contou com a presença da Associação Sealand – partiu da Praia do Mirante, às 12h00, e seguiu até à Praia Formosa onde foi lida uma declaração.

O objetivo foi o de alertar para a situação de emergência climática em que o Planeta se encontra e incentivar à mudança de comportamentos.

Conhece agora a Declaração de Santa Cruz pelas alterações climáticas:

A situação em que nos encontramos é de grande emergência, de emergência climática. Todos os dias o Planeta nos dá sinais de que não é possível continuar neste registo. Se a concentração de CO2 na atmosfera continuar a aumentar como até aqui caminhamos para um futuro insustentável, estamos a transformar “a nossa casa” num lugar inabitável para nós e para todos os outros seres vivos.

É urgente inverter esta tendência ou corremos o risco de não ter Planeta para viver se este nosso comportamento não for alterado. É preciso limitar o aquecimento global e garantir que fica abaixo de um grau e meio. Para cumprir este limite temos de implementar medidas, medidas estas que devem ser promovidas pelo governo, pelas autarquias, mas também por todos nós, que ao mudarmos o nosso comportamento podemos contribuir e muito para a mudança que é necessária para atingirmos a neutralidade carbónica.

Apelamos a todas as áreas da sociedade para que desenvolvam iniciativas que garantam a adaptação dos territórios às Alterações Climáticas e promovam medidas e mudança de comportamentos que permitam garantir a redução significativa das emissões de CO2 para a atmosfera.

Está nas nossas mãos travar este processo e inverter a tendência de aquecimento global que é responsável pelo cenário de Alterações Climáticas. 

Propomos:

  • Alterar a forma como nos deslocamos: evitar a utilização do carro e fazer com que as nossas viagens sejam maioritariamente a pé ou de bicicleta;
  • Consumir menos: manter os bens durante mais tempo e evitar comprar o que não precisamos;
  • Quando fazemos compras escolher produtos locais, produtos recicláveis, reciclados ou biodegradáveis;
  • Aplicar os 3 Rs: reduzir, reutilizar, reciclar;
  • Reduzir o desperdício de comida: guardar restos e fazer compostagem em casa;
  • Não atirar beatas de cigarro para o chão;
  • Reduzir a utilização do plástico em especial o plástico descartável: deixar de usar palhinhas, cotonetes, copos e garrafas de plástico;
  • Utilizar as energias renováveis: o sol e o vento são inesgotáveis e não poluem;
  • Reduzir o consumo de água e utilizar água de forma racional;
  • Reduzir o consumo de eletricidade gasta no aquecimento e arrefecimento das habitações, edifícios públicos e unidades empresariais;
  • Promover uma agricultura mais sustentável e ecológica, com menor exploração de recursos naturais e utilização de fertilizantes químicos.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL