Gui Fonseca alcança o 17º posto na China

Participação positiva no primeiro WQS do ano.

Depois de ter estado em evidência nos primeiros dias de competição do Corona Open China hosted by Wanning, QS5,000 da WSL que aconteceu em Hainan, na China, entre 6 e 12 de janeiro, Guilherme Fonseca acabou por falhar a passagem aos 1/8 de final por apenas 0,20 pontos, acabando afastado de prova com um gostinho amargo.

Num heat muito disputado, o taitiano Mihimana Braye acabou por sair vencedor, com um total de 10,60 pontos. Na parte final da bateria o atleta da Sealand, de 22 anos, ainda tentou dar tudo por tudo pela qualificação, mas acabou por ficar-se pelos 9,70 pontos, muito perto dos 9,90 conseguidos pelo neozelandês Te Kehukehu Butler.

Apesar da eliminação, Gui iniciou a sua campanha no mundial de qualificação da melhor forma, selando um importante 17.º lugar e amealhando para as contas do ranking uns preciosos 1000 pontos.

A prova acabou por ser vencida pelo japonês Shun Murakami, que superou o havaiano Keanu Asing (12,67 x 10,00 pts); e por Brisa Hennessy, do Havai, que levou a melhor sobre a taitiana Vahine Fierro (12,00 x 11,86 pts).

Gui Fonseca prepara-se agora para participar em mais duas provas do exigente WQS da World Surf League, o Pro Taghazout Bay (QS5,000 em Marrocos, 25 janeiro a 1 fevereiro), e o Cabreiroá Pro Las Americas (QS1,500 em Tenerife, 3 a 9 de fevereiro).

Vamossssssss!