Francisco Cruz revalida título nacional em Surf Master

Atleta de Santa Cruz em destaque na Margem Sul. 

Foram dois dias de competição onde houve oportunidade de voltar a ver em ação alguns dos atletas que fazem parte da história e cultura do surf português, muitos deles ex-campeões nacionais tendo sido fundamentais no surf de competição em Portugal ao trilharem o caminho para aquilo que a modalidade é atualmente. Num ambiente de confraternização e competição saudável relembraram-se velhas rivalidades e grandes momentos que ficaram na memória de quem os viveu ou registou.

No domingo, último dia de prova do Caparica Master Classic 2022, um evento que homenageou João Alexandre “Dapin”, um dos grandes surfistas portugueses, marcaram presença ondas bem desafiantes de 1,5 metros que puseram à prova a capacidade física dos surfistas. 

Na final de Kahunas (+45 anos), Francisco Cruz, atleta de Santa Cruz que este ano se inscreveu na Federação Portuguesa de Surf através da Associação Sealand, mostrou estar em boa forma dando sequência à boa performance ao longo de todo o campeonato onde venceu todos os heats que disputou. Fazendo uso de um surf de backside bem sólido, abriu a final com uma onda de 5.00 pontos tendo vir a selar a vitória com um back up de 3.77 pontos. 

Francisco empurrou assim Maurício Vieira para o 2.º lugar, Pedro Meirelles ficou 3.º e José Pirujinho terminou na quarta posição, vindo assim o surfista santacruzense a revalidar um título que já tinha conquistado em 2019 (em 2020 e 2021 não houve Campeonato Nacional de Masters por força da pandemia da Covid-19). 

Nas restantes categorias sagraram-se campeões nacionais Justin Mujica (Grand Masters +40), Francisco Rodrigues (Masters +35), Rodrigo Herédia (Big Kahunas +50) e Mónica Santos (Masters Feminino +35), 

Parabéns, Chico! Até 2023!