Desempenho desportivo em 2020 de Atletas Sealand

Conhece todos os resultados. 

Com a nova temporada desportiva em preparação, cujo calendário oficial será anunciado nas próximas semanas, aproveitamos para revelar os desempenhos desportivos dos Atletas que representaram a Associação Sealand em 2020. 

No que diz respeito a provas tuteladas e homologadas pela Federação Portuguesa de Surf, vale mencionar que foram 24 os Atletas que se federaram e foram comparticipados pela Sealand o ano passado, sendo que se destacam os seguintes resultados: 

No Bodyboard, Mariana Machado, a única bodyboarder feminina este ano a correr o circuito nacional federada pela Sealand, terminou o ano num excelente sexto lugar do ranking. Na categoria masculina, o melhor classificado no ranking foi Pedro Fernandes, em 18.º lugar, seguido por Bernardo Tomé, em 34.º lugar, Manuel Nascimento, em 37.º, Tiago Maçãs, em 42.º, Tiago Prudêncio, em 53.º, Luís Agostinho, em 56.º, e Guilherme Godinho, em 71.º lugar.

O Circuito Nacional de Bodyboard Open contou com 4 etapas, sendo que a primeira etapa foi coorganizada pela Associação Sealand e Federação Portuguesa de Surf tendo contado, pela primeira vez na História, com transmissão via Internet. Reportagem AQUI

Em Surf, Guilherme Fonseca foi o melhor classificado tendo terminado no 12.º posto do ranking da Liga Nacional, fechando assim o ano dentro do top 16. Tiago Santos terminou a temporada em 49.º lugar, enquanto Maria Salgado, no feminino, fechou o seu ano de estreia na Liga em 19.º lugar. 

A Liga de Surf, que é organizada pela Associação Nacional de Surfistas, contou com 5 etapas masculinas e 6 femininas, de norte a sul do país. 

No Campeonato Nacional de Bodysurf foram dois os Atletas que representaram as cores da Sealand. João Simões foi o que chegou mais longe na prova, alcançando os 1/4 de final, o que equivale a um 9.º lugar na geral, enquanto Filipe D’Avillez terminou no 19.º posto. 

Em Skimboard, Carolina Ruivo entrou a defender o título nacional conquistado em 2019, voltou a subir ao pódio mas desta vez não foi além de um honroso terceiro lugar. No masculino, Rafael Santos assinalou um 7.º lugar. 

No Campeonato Nacional de Surf Esperanças, Vasco Alves alcançou o quinto lugar em Sub-14 e Gustavo Viana foi nono classificado em Sub-12 (depois de se ter sagrado vice-campeão regional na mesma categoria). No feminino, Maria Salgado terminou em quinto lugar na categoria Sub-16 (depois de se ter sagrado bicampeã regional na mesma categoria). 

Relativamente ao CNSE importa mencionar que a Sealand organizou, juntamente com a FPS, o Campeonato Nacional de Surf Esperanças Feminino, tendo coroado na Praia do Mirante as novas campeãs nacionais em Sub-16 e Sub-18. Reportagem AQUI

Em 2021 haverá seguramente mais. Obrigado pelo vosso empenho e dedicação! 


Relembramos os Atletas que a receção de processos federativos para 2021 já se encontra a decorrer.
Toda a informação neste LINK.